Compliance o nome da moda com apelo comercial, mas na realidade falta profundidade em alguns trabalhos.

Resultado de imagem para coso 2017

COSO ERM ‚Äď Enterprise Risk Management Framework – 2017

Acordei hoje pensando justamente que muitas pessoas e a propria midia tem dado uma enfase muito grande em programa de integridade em ou de compliance, a quest√£o principal √© surpreendente, pelo menos para mim, pois muitos se dizem especialistas em compliance, afinal estudaram a lei de preven√ß√£o a lavagem de dinheiro e a lei anticorrup√ß√£o, e acham que um c√≥digo de conduta e √©tica e uma certifica√ß√£o antissuborno, alinhada a um workshop com p√£o de queijo, sucos e caf√©, j√° seria o momento de dizer: “pronto a sua empresa j√° esta em conformidade”, #SQN.

O que é ser um especialista em compliance?

O profissional de compliance necessita ser multidisciplinar, para isso podemos citar algumas √°reas ou departamentos nas organiza√ß√Ķes com atividades de suma import√Ęncia como contabilidade societ√°ria e fiscal, financeiro ou tesouraria, tecnologia da informa√ß√£o, rela√ß√Ķes comerciais com clientes e fornecedores, recursos humanos e at√© mesmo as atividades de gestores respons√°veis pelos neg√≥cios, somente para evidenciar aqui os √ļltimos esc√Ęndalos corporativos dos √ļltimos anos, acho que nem preciso citar nomes.

Por esse motivo sempre faço questão de ensinar em meus treinamentos e aulas, que a empresa deve estar em compliance, os profissionais por elas contratados sejam CLT ou terceiros devem estar em compliance, portanto a area deve ser suporte para a primeira linha de defesa, além da diretoria executiva e conselheiros, caso a empresa tenha o processo de governança implementado. Entretanto, o profissional de compliance não deve focar somente na questão jurídica, afinal temos os advogados muito bem preparados para isso, e mesmo alguns ainda não entendendo o seu grau de responsabilidade no processo, devem entender que são a parte essencial para que o compliance seja seguido e implementado.

Mas o que tenho visto são alguns profissionais e escritórios oferecerem trabalhos superficiais de compliance, somente através de politicas/normas/manuais, não importa o nome, mas a funcionalidade. Gostaria de obter algumas respostas, pois no The Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Commission РCOSO 2013:

“A organiza√ß√£o deve implantar atividades de controle por meio de pol√≠ticas que estabelecem o que √© esperado e os procedimentos que colocam em pr√°tica as pol√≠ticas.”

Como podemos atender a este principio do controle interno eficaz do COSO, sem alinharmos compliance e controles internos? Acreditem tem gente que não faz isso, e se diz especialista, fala sério.

Os cinco componentes do COSO ERM 2017:

  • Governan√ßa e Cultura,
  • Estrat√©gia e defini√ß√£o objetiva,
  • Desempenho,
  • Verifica√ß√£o e revis√£o, e
  • Informa√ß√£o, comunica√ß√£o e relat√≥rios

Esses princ√≠pios abrangem tudo, desde governan√ßa at√© monitoramento. Eles s√£o gerenci√°veis em tamanho e descrevem pr√°ticas que podem ser aplicadas de maneiras diferentes para diferentes organiza√ß√Ķes, independentemente do tamanho, tipo ou setor.¬†Aderir a esses princ√≠pios pode fornecer √† administra√ß√£o e ao conselho uma expectativa razo√°vel de que a organiza√ß√£o entenda e se esfor√ßa para gerenciar os riscos associados √† sua estrat√©gia e objetivos de neg√≥cios.

O gerenciamento de risco da empresa √© tanto sobre a compreens√£o das implica√ß√Ķes da estrat√©gia quanto sobre a possibilidade de uma estrat√©gia n√£o alinhar como se trata de gerenciar riscos para estabelecer objetivos.

Uma preocupa√ß√£o frequente expressa por muitos executivos de neg√≥cios √© o custo da gest√£o de riscos, processos de conformidade e atividades de controle em compara√ß√£o com o valor obtido. √Ä medida que as pr√°ticas de gerenciamento de riscos corporativos evoluem, ser√° importante que as atividades abrangendo riscos, conformidades, controles e at√© mesmo governan√ßa sejam coordenadas eficientemente para proporcionar o m√°ximo benef√≠cio √† organiza√ß√£o. Isso pode representar uma das melhores oportunidades de gerenciamento de risco corporativo para redefinir sua import√Ęncia para a organiza√ß√£o.

Portanto, se voce realmente quer ser um especialista em Compliance, vale a pena reavaliar  que tipo de gestão de compliance voce esta oferecendo, pois se sua proposta não contemplar os itens do COSO seja ele o 2013 ou 2017, voce esta fadado a oferecer um serviço sem qualidade,  e ainda mancha a imagem de quem faz um serviço sério e responsavel, #pensenisso e seja ético.

* Marcos Assi √© professor e consultor da MASSI Consultoria e Treinamento ‚Äď Pr√™mio Anita Garibaldi 2014 e Pr√™mio Giuseppe Garibaldi 2016, Comendador Acad√™mico com a Cruz do M√©rito Acad√™mico da C√Ęmara Brasileira de Cultura, professor de MBA na FECAP, FIA, Saint Paul Escola de Neg√≥cios, Centro Paula Souza, UNIMAR, FADISMA, entre outras, autor dos livros ‚ÄúControles Internos e Cultura Organizacional‚ÄĚ, ‚ÄúGest√£o de Riscos com Controles Internos‚ÄĚ, ‚ÄúGest√£o de Compliance e seus desafios‚ÄĚ e “Governan√ßa, riscos e comliance” todos pela Saint Paul Editora.

Lançamento do Software para Gerenciamento da Matriz de Controles Internos e Compliance

Como fazer o gerenciamento de suas politicas institucionais, politicas operacionais, normas internas, ¬† normas operacionais, manuais de procedimentos, procedimentos internos, instru√ß√Ķes de trabalho, guia de processos, guia de rotinas, regimentos internos e regulamentos?

Para auxiliar os profissionais de controles internos e compliance, desenvolvemos um sistema bem simples, mas com a possibilidade de consolidar todas informa√ß√Ķes em um unico lugar e mais ainda, cada gestor poder√° gerenciar seus respectivos documentos, entre aprovados, em pendentes de aprova√ß√£o.

O sistema permite o gerenciamento de documentos aprovados, em elaboração, em revisão, não desenvolvidos, os respectivos planos de ação e pontos de auditoria não resolvidos, e com um adicional, ao cadastrar os documentos, a area de controles internos e compliance define o prazo de revisão e o sistema te avisará com 30 dias de antecedência a necessidade de revisão pelo gestor do processo.

Chega de controles em planilhas, um programa de integridade se faz com gest√£o de documenta√ß√£o e gerenciamento de processos e politicas. E √© justamente isso que oferecemos com esta ferramenta, acesse:¬†https://www.massiconsultoria.srv.br/index.php¬†e solicite um contato e informa√ß√Ķes.

A boa gest√£o de controles internos e compliance come√ßa sabendo o que temos, o que precisamos fazer, e como podemos gerir as atualiza√ß√Ķes, mudan√ßas e sugest√Ķes de melhoria, e este sistema oferece tudo isso de maneira simples e objetiva, e sem limite de usu√°rios de acesso. Solicite uma demonstra√ß√£o e surpreenda-se com o modelo desta Matriz de CIC.

Vem aí o software de Gestão de Controles Internos e Compliance РGCIC by MASSI Consultoria

Aguarde o lançamento do software de Gestão de Controles Internos e Compliance РGCIC by MASSI Consultoria, a intenção é de facilitar a gestão dos documentos por gestor e por status para nossos clientes e os que quiserem ter a MASSI no suporte da gestão de controles internos e compliance

Será uma ferramenta para facilitar a gestão do conhecimento, controle de pontos de auditoria, controle de planos de ação com controles de prazos de revisão e relatórios.

Chega de planilhas vamos modernizar, nada contra as MICES, mas, voce vai adorar como certeza, a forma simples, segura e consolidada, que desenvolvemos para a sua gestão da Matriz de Compliance. 

Compliance Officer, ou Gestor de Controles Internos e Riscos, qual o limite do conhecimento?

N√£o existe limite para conhecimento, mas achar que ser gestor de controles internos e compliance limita-se somente a corrup√ß√£o e lavagem de dinheiro, cuidado voce esta deixando de lado muitas informa√ß√Ķes que s√£o essencias ao neg√≥cio, pois outro dia em uma sala de aula, falando sobre controles internos e compliance, para alunos do mercado financeiro e segurador, disse que para ser Compliance Officer, ou Gestor de Controles Internos e Riscos, deveriamos conhecer o ambiente regulat√≥rio externo, e segue um exemplo basico para conhecimento.

Como posso agregar valor a minha empresa em Controles Internos, Compliance e Riscos sem os itens neste slide? #ficaadica

Curso de Controles Internos e Mapeamento de Processos – MASSI Consultoria e Treinamentos

Nos dias dias 25 e 26 de Setembro de 2017 em São Paulo, nosso treinamento de capacitação de profissionais, e ainda há vagas, momento em que podemos conciliar a pratica, a teoria e as metodologias que realmente funcionam, venha conferir. faça sua inscrição em kontato@massiconsultoria.com.br e ainda ganha um livro autografado do professor Marcos Assi.